top of page
  • Foto do escritorSAS Smart

Nossa aposta para fazer frente ao aterrador cenário do trânsito brasileiro

O Emergência APP, originalmente com o nome 192 Smart, foi criado há cerca de 2 anos para lidar com uma dura realidade vivida pelo Brasil e infelizmente não muito diferente mundo afora. O trânsito é uma das maiores causas de mortes no país, principalmente de jovens. Acidentes de todo tipo ceifam vidas, deixam sequelas irreversíveis, destroem histórias e despedaçam famílias. E ainda custam muito dinheiro.


Imagem ilustrativa (foto: Artyom Kulakov/Pexels)
Imagem ilustrativa (foto: Artyom Kulakov/Pexels)

Em um país com carências graves na educação, em que ainda falta conscientização sobre o correto uso dos serviços de urgência, como SAMU (disque 192) e Corpos de Bombeiros (disque 193), os atuais sistemas de chamados ainda geram atrasos que acabam sendo decisivos no desfecho de atendimentos de emergência. Muitas vezes, esses atrasos comprometem a chance de sobrevivência das vítimas.


O atual Emergência APP surgiu em meio a esse contexto com o claro e decisivo objetivo de transformar essa realidade. A iniciativa tem apoio da Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego) e do CEDATT (Conselho Estadual para a Diminuição dos Acidentes de Trânsito e Transportes), entre outros. O app foi acelerado nos programas Artemisia/Ford Fund Lab, Microsoft InnovACTION e MobiLab, da Prefeitura Municipal de São Paulo.


Epidemia global

As mortes no trânsito são consideradas uma epidemia global. Anualmente, em todo o mundo, mais de 1,24 milhão de pessoas morrem como resultado do encontro entre máquinas e corpos humanos em ruas e estradas. O dado é da Organização Mundial da Saúde, que tem e debruçado ao assunto como se debruça sobre outros temas sanitários.


No Brasil, são impressionantes 47 mil vítimas do trânsito por ano, o que equivale a um avião lotado caindo por dia todos os dias no país. Isso significa que o trânsito mata no Brasil 10 vezes mais do que a dengue, doença da qual a população de forma abrangente já aprendeu como se proteger até que a saúde traga uma solução melhor, como uma vacina.


Acidentes de trânsito, que muitas organizações e grupos de ativistas acertadamente preferem chamar de outros nomes, deixam feridos com sequelas de mais ou menos gravidade em ao menos 400 mil pessoas todos os anos no país.


Os números se traduzem como um vilão da saúde pública: em 2015, de acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), mais de R$ 56 bilhões foram gastos no país com despesas médicas e hospitalares, infraestrutura, atendimento policial ou de agentes de trânsito, afastamento do trabalho etc. Se fossem investidos em prevenção, esses valores poderiam melhorar a situação de forma expressiva.


E não para por aí. Em uma conjuntura de contínua crise na saúde, em que sabidamente há falta de leitos hospitalares, hoje incríveis 55% deles, aproximadamente, são ocupados por vítimas do trânsito, quando poderiam estar servindo a causas não evitáveis.


Nossa ideia, com o Emergência APP, é usar a tecnologia para salvar vidas, não só ao agilizar o primeiro atendimento mas trabalhando na prevenção.



7 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page