top of page
  • Foto do escritorSAS Smart

Paciente da telessaúde SAS Smart em Campinas: 'Achei muito bom'

A EPTV, afiliada da TV Globo na região de Campinas, interior de São Paulo, destacou na última semana a implementação da telessaúde em clínicas e hospitais da cidade. O sistema utilizado pelo município é o SIAS, produto da SAS Smart, que foi homologada pela prefeitura em agosto do ano passado.


A reportagem lembra que atualmente o SUS oferece em média 130 mil consultas por mês, mas que, com a telessaúde, o número poderá saltar para 400 mil a partir do segundo semestre. Dezesseis centros de saúde de Campinas já oferecem o serviço remoto de atendimento à distância.


Tela com título "Funcionamento Teleconsulta" mostra homem sentado à mesa diante de computador para atendimento remoto por médico
Tela da reportagem da EPTV explica o fluxo de atendimento remoto dos pacientes em Campinas (Reprodução)

Paciente satisfeito

O secretário de Saúde de Campinas, Lair Zambon, lembrou em entrevista à EPTV que os profissionais que fazem os atendimentos remotos são preferencialmente da rede própria da cidade. "Ou você faz a extensão da carga horária ou você otimiza esses médicos que têm esse perfil de fazer o atendimento online", explicou.



Segundo o secretário, existe ainda a possibilidade de anunciar novos concursos para a contratação de mais profissionais de saúde para preencher a necessidade de mais atendimentos. Zambon também disse que unidades conveniadas, como é o caso da PUC Campinas, poderão participar no oferecimento de consultas à distância.



Imagem mostra homem branco, de cabelos e barba pretos, camiseta preta, falando à reportagem da EPTV, diante de um microfone com o logotipo da TV Globo
Paciente da telessaúde em Campinas elogia a comodidade do serviço (Reprodução)

O empresário Luan Gil de Azevedo, que passou pelo atendimento, contou à EPTV que o agendamento da consulta foi "bem rápido". Ele esteve em uma unidade de saúde buscando atendimento por conjuntivite e a enfermeira do local ofereceu a opção da consulta online.



"Não deu tempo de eu sair do posto e chegar em casa, tive de parar no caminho, fiz a consulta do carro mesmo e falei com o médico", contou Azevedo, satisfeito. O médico receitou um colírio para o paciente. "Já saí (da consulta) com uma receita digital para buscar o remédio".


"Às vezes as pessoas ficam horas e horas numa fila de um pronto-socorro. (Com a telemedicina), tem a comodidade de já sair com o agendamento e da minha casa mesmo eu posso fazer uma consulta, já tenho a receita, já saio com tudo pronto pro tratamento. Achei muito bom" -- Luan Gil de Azevedo, paciente de teleconsulta em Campinas

Funcionamento

A prefeitura de Campinas explicou que pacientes passarão por uma triagem presencial nos centros de saúde da cidade. Quando houver indicação para consulta, como foi o caso do paciente entrevistado, uma enfermeira poderá oferecer o serviço de teleconsulta.


Uma vez que o paciente aceite a opção, receberá no celular, por WhatsApp ou SMS, um comprovante com o horário do atendimento online. Minutos antes do horário agendado, o paciente recebe um link do teleatendimento, para que o acesso à consulta seja feito do local de preferência.


Se a pessoa não tiver um dispositivo para a realização da consulta virtual ou conexão à internet, poderá utilizar um computador do centro de saúde. Os médicos farão os teleatendimentos a partir do Hospital Mário Gatti, um dos mais importantes do SUS em Campinas.


Assista à íntegra da reportagem:




Posts Relacionados

Ver tudo

留言


bottom of page